O Dia Internacional das Mulheres na Engenharia é celebrado no dia 23 de junho. A data tem como objetivo fortalecer o espaço que as engenheiras vêm ganhando na profissão, antes majoritariamente ocupada por homens. Hoje, as mulheres já fazem parte desse universo, cada vez mais diverso, possibilitando diferentes modos de trabalhar nesta área. Afinal, engenheiro ou engenheira é aquela pessoa que constrói, que cria, que elabora, buscando sempre novas formas de propor uma solução.

 A UVS Guamá destaca a importância do papel dessas profissionais na operação diária do Aterro Sanitário de Marituba.  Na Guamá, a engenheira civil Leticia Lira atua como Supervisora de Operações. Na unidade, ela é responsável pela área de gestão de águas pluviais com foco em drenagens pluviais em gabiões e geossintéticos e projetos de apoio à operação/implantação de aterros, operação de aterro classe II, tratamento de chorume através de osmose reversa. Letícia conta com o talento de duas estagiárias em Engenharia Ambiental, Clara Alice e Cleyci Fernandes.

O Dia Internacional da Mulher Engenheira é uma data muito significativa para nós, reforça a importância da participação feminina em uma profissão em que, por muitos anos, a atuação masculina foi predominante. A engenharia nos dá pluralidade e isso me enche os olhos. Quando conheci mais sobre o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, pensei:” é o curso feito para mim”. Me inspiro muito em Enedina Marques, a primeira engenheira negra do Brasil”, reforça Clara Alice, estagiária em Engenharia Ambiental da UVS Guamá.

A mulher brasileira está conquistando o seu espaço na engenharia, mas ainda existe um longo caminho a ser percorrido, que é o de lutar pelas suas conquistas, ao invés de esperar reconhecimento externo. A engenharia amplia a visão e o processo de percepção. A mulher representa a sensibilidade, o capricho, os cuidados nos detalhes na percepção e na construção de cada projeto”, conclui Cleyci Fernandes, estagiária em Engenharia Ambiental da UVS Guamá.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS